30 de ago de 2011

Deus criou a Mulher de que osso mesmo?


Comentário publicado no periódico científico American Journal of Medical Genetics:
“Outra condição genética, afetando 100% dos machos humanos, é a falta congênita de um báculo. Enquanto a maior parte dos mamíferos (incluindo espécies comuns como cachorros e ratos) e boa parte dos outros primatas (com a exceção de macacos-aranha) têm um osso no pênis, machos humanos não o possuem e precisam contar com a hidráulica de fluidos para manter ereções. O báculo de um grande cachorro pode ter 10cm de comprimento x 1,3cm de espessura x 1cm de grossura… Báculos humanos já foram relatados, comumente em associação a outras doenças congênitas ou anormalidades do pênis.
Uma das histórias de criação no Gênesis pode ser um mito explicatório onde a Bíblia tenta encontrar uma causa para a qual os machos humanos não possuam este osso particular. Nossa opinião é que Adão não perdeu uma costela na criação de Eva. Qualquer israelita na Antiguidade (ou, se for assim, qualquer criança) deve saber que há um número igual (e par) de costelas tanto em homens quanto em mulheres. Mais do que isso, costelas não possuem qualquer capacidade generativa. Acreditamos que é muito mais provável que o báculo de Adão tenha sido removido para criar Eva. Isto explicaria por quê machos humanos, de todos os primatas e a maior parte de outros mamíferos, não possuem esse osso. O substantivo hebraico traduzido como “costela”, tzela (tzade, lamed, ayin), pode de fato significar uma costela. Também pode significar a costela de uma colina (2 Samuel 16:13), as câmaras laterais (englobando o templo como costelas, como em 1 Reis 6:5,6) ou apoiando colunas de árvores, como cedros ou abetos, ou as tábuas em prédios e portas (1 Reis 6:15,16).
Assim, a palavra poderia ter sido usada para indicar uma viga estrutural de apoio. Curiosamente, o hebraico bíblico, ao contrário do hebraico rabínico posterior, não possuía termo técnico para o pênis e se referia a ele por várias circumlocuções. Quando traduzido ao grego, algum tempo ao redor do segundo século antes da era cristã, os tradutores usaram a palavra pleura, que significa “lado”, e conotaria uma costela do corpo (como o termo médico pleura ainda o faz). Esta tradução, sacralizada no Septuaginta, a bíblia grega da igreja antiga, fixou o significado para a maior parte da civilização ocidental, ainda que o hebraico não fosse tão específico.
Além disso, o Gênesis 2:21 contém outro detalhe etiológico: “O Senhor Deus fechou a carne“. Este detalhe explicaria o peculiar sinal visível no pênis e escroto dos machos humanos — o rafé. No pênis e escroto humanos, as extremidades das dobras urogenitais se unem ao longo do sinus urogenital (dobra urogenital) formando uma marca, o rafé. Se esta marca não se forma, hipospadias das glândulas, pênis e escroto podem resultar. A origem desta marca na genitália externa seria “explicada” pela história do fechamento da carne de Adão. Novamente, o ferimento associado com a criação de Eva é conectado com o pênis de Adão, e não sua costela.
Uma costela não possui potência particular nem é associado mitológica ou simbolicamente com qualquer ato humano de geração. Desnecessário dizer, o pênis sempre esteve associado com a geração, na prática, na mitologia e na imaginação popular. Portanto, o uso literal, metafórico e eufemístico da palavra tzela torna o báculo um bom candidato para o osso singular tomado de Adão para criar Eva.”
[Gilbert SF, Zevit Z., Congenital human baculum deficiency: the generative bone of Genesis 2:21-23., Am J Med Genet. 2001 Jul 1;101(3):284-5. - via NCBI ROFL]

Rebeldes invadem mansão decorada de Muammar Gaddafi e fazem questão de tirar fotos

29 de ago de 2011

Sítio arqueológico da Segunda Guerra Mundial

Quase todo o território da Rússia Ocidental foi um campo de batalha, mas quem imaginaria que cavando alguns metros, esses caras encontrariam toneladas de equipamentos, munição e até ossadas perdidas da Segunda Guerra Mundial.

Eu quero um professor destes!


Resumo da rodada #8

27 de ago de 2011

Gráfico

pergunta idiota kkkkk

26 de ago de 2011

Top 10 rivalidades que acabaram com algumas bandas de rock


Bandas de rock que se separam por causa de disputas entre seus integrantes são histórias Verdadeiras? Você peidante verá aqui alguns casos, inxplicável  na química entre alguns astros da música que acabaram se separando.

10.  Mutantes: Rita Lee x Arnaldo Baptista
Mutantes
Uma das bandas brasileiras de maior projeção internacional da história chegou ao fim graças ao amor sem medidas. O conturbado relacionamento entre Rita Lee e Arnaldo Baptista, ambos integrantes dos Mutantes, tornou tenso o clima na banda, principalmente depois que eles decidiram se casar e morar numa comunidade alternativa. A troca de casais, o amor livre e o uso de drogas influenciaram negativamente na química musical entre os dois e levou Rita Lee a abandonar Os Mutantes – e a terminar o casamento.

 9. Pixies: Black Francis x Kim Deal
Pixies
Foram as diferenças musicais entre Black Francis e Kim Deal que selaram o fim do grupo de rock alternativo que influenciou bandas como Nirvana e Sonic Youth. As divergências surgiram no auge do Pixies, às vésperas do lançamento do álbum Bossanova, sucesso na Grã-Bretanha. O grupo tentou se reunir novamente em 2004 e chegou até a fazer um show no Brasil, mas as brigas entre a dupla Black Francis e Kim Deal novamente fizeram com o que o projeto de voltar às paradas ficasse esquecido.

8. Metallica: Dave Mustaine x James Hetfield
Metallica 
Os guitarristas Dave Mustaine e James Hetfield são responsáveis pela criação de não só uma, mas duas bandas marcantes na história do heavy metal. Mustaine e Hetfield dividiam o palco no Metallica, que inaugurou o gênero thrash. Mas uma briga entre os dois levou Mustaine a ser expulso do grupo – ele encheu a cara e bateu em Hetfield. O guitarrista demitido decidiu criar uma nova banda que, segundo ele, seria ainda mais pesada do que o Metallica. Apesar do sucesso do Megadeth, o guitarrista ainda carrega mágoas em relação à sua expulsão e até pede para que os jornalistas não perguntem sobre o caso durante entrevistas.
7. Guns N'Roses: Axl Rose x Slash
Guns N' Roses
Slash e Axl Rose sempre mantiveram uma relação estressante por causa de uma constante briga de egos e por conta dos problemas com drogas e álcool do guitarrista. Os desentendimentos chegaram ao ápice, no entanto, quando Axl demitiu Gilby Clark sem falar com Slash, que havia contratado o músico para a banda. Dois anos após a demissão, Slash decidiu abandonar o Guns N’ Roses e, descontente com o vocalista, lançou um projeto com todas as músicas rejeitadas por Axl. Recentemente, Slash entrou com um processo na Justiça a fim de receber os direitos de hits como Welcome to the Jungle e Sweet Child O’ Mine. O advogado de Axl alegou que a luta na justiça foi apenas um meio que Slash encontrou para se autopromover.

6. Ramones: Joey Ramone x Johnny Ramone
 Ramones
Os Ramones marcaram a era de ouro do punk rock americano e se tornaram referência no mundo todo. As brigas, muitas vezes relacionadas às drogas e álcool, faziam parte da rotina e desgastaram muito o grupo ao longo dos anos. Segundo Jim Fields, que dirigiu o filme Fim do Século: A História dos Ramones ao lado de Michael Gramaglia, a excentricidade dos integrantes foi a origem da genialidade da banda e também o estopim para o fim do grupo. Apesar de explosivas, as brigas entre Joey e Johnny – a dupla permaneceu 17 anos sem se falar – só vieram à tona após suas mortes.

5. Pink Floyd: Roger Waters x David Gilmour
Pink Floyd
O Pink Floyd, outra banda ícone do rock’n'roll, também passou por muitas turbulências até ter o seu fim – ou quase isso – declarado, em 1985. O grupo, ora liderado por Roger Waters, ora por David Gilmour, não aguentou tamanha disputa de poder. Quando o barco estava quase afundando, Waters decidiu abandonar a banda. Segundo rumores, o ápice da briga ficou evidente durante a turnê The Wall, uma espécie de autobiografia de Waters que irritou profundamente Gilmour e estremeceu ainda mais o relacionamento entre os dois músicos. Vinte anos depois, em 2005, surgiu um convite para a formação original fazer um show em Londres, na Inglaterra, mas Gilmour foi bem claro ao afirmar que a reunião seria um “retrocesso”.

4. The Police: Sting x Stewart Copeland
Police
A banda The Police deve muito aos músicos Sting e Stewart Copeland. Conhecidos como donos de fortes personalidades, ambos contribuíram muito para o sucesso do grupo, apesar das brigas constantes que já resultaram até em costelas quebradas. Muitos dos desentendimentos foram associados ao egocentrismo do baixista e ao comportamento explosivo de Copeland. Muitos dizem, porém, que as discussões eram sempre acerca de dinheiro e direito sobre o nome do grupo. O The Police terminou oficialmente em 1983 com a promessa de nunca mais reunir em um mesmo palco Sting e Copeland. Nos últimos anos – surpresa! – eles voltaram a tocar juntos em turnês multimilionárias.

3. Oasis: Liam Gallagher x Noel Gallagher
Oasis
A briga declarada entre os irmãos Liam Gallagher e Noel Gallagher foi um dos mais importantes combustíveis para o sucesso do Oasis – e também a principal razão para o fim do banda. A dupla, que nunca evitou trocar ofensas publicamente, se desentendeu seriamente no segundo semestre de 2009, fato que levou Noel a publicar uma declaração no site oficial da banda alegando não conseguir trabalhar “nem mais um dia sequer” com Liam. Apesar da mágoa, ambos seguem tocando projetos musicais e não descartam a possibilidade de voltarem a se falar em um longínquo futuro.
2. Rolling Stones: Mick Jagger x Keith Richards
Rolling Stones
A conturbada relação entre Mick Jagger e Keith Richards é tão importante para a música quanto a amizade de mais de meio século que os une ainda hoje em uma das maiores e mais importantes bandas de todos os tempos. Os atritos, que foram retratados no livro Uma Temporada no Inferno Com os Rolling Stones, do jornalista Robert Greenfield, lançado no Brasil pela editora Jorge Zahar, é só uma pequena amostra das brigas constantes entre o “businessman” Mick e o inconsequente Keith, sempre envolvido com drogas, mulheres, sexo e, claro, rock’n'roll. A relação entre os dois, porém, é complexa, caminhando no limite entre uma ligação fraterna e uma amarga rivalidade.
1. Beatles: Paul McCartney x John Lennon
Beatles
Não há quem duvide da química que uniu durante anos a dupla Paul McCartney e John Lennon. Apesar de serem amigos desde a adolescência, a convivência contínua eclodiu em brigas infindáveis e em uma competição de egos que, segundo alguns especialistas, pode ter marcado o começo do fim para os Beatles. Segundo declarações de Yoko Ono, viúva de John Lennon, o músico inglês, que desde o início da banda compôs com McCartney muitos dos hits do quarteto, se sentia inseguro em relação às letras e achava que as canções escritas por seu parceiro tocavam muito mais do que as compostas por ele.

Os processos jurídicos mais absurdos da história da tecnologia


1. A culpa é do Google Maps!
Lauren Rosenberg, uma motorista de Utah, Estados Unidos, dirigia de noite quando, de repente, foi atingida por outro veículo em um cruzamento. Seria só mais uma ocorrência normal, não fosse pelo fato de que o acidente acabou rendendo um processo contra uma das gigantes da informática.
Rosenberg tentou alegar para a corte norte-americana que o responsável pelo acidente foi o Google Maps, serviço do Google consultado pela motorista antes de prosseguir viagem. A acusação não rendeu uma indenização para Lauren, já que o Google Maps possui avisos que falam sobre a confiabilidade das rotas sugeridas, mas ela bem que tentou.
2. Mafia Wars quebra coração
Cheryl Gray, de Michigan, Estados Unidos, conheceu seu namorado de Washington, Wylie Iwan, pelo jogo Mafia Wars, muito famoso no Facebook. O casal passava até oito horas online por dia. O relacionamento corria bem, até que Gray avisou Iwan que estava indo visitá-lo, em Washington.
Nesse momento, Iwan contou que tinha conhecido outra pessoa, em um bar na cidade dele. Agora, Cheryl está movendo um processo contra Iwan e tentado recuperar cerca de 8 mil dólares que ela alega ter gastado em presentes, passagens aéreas, reserva de hotel e até aluguel de veículo. Pior que isso, só se abrisse um processo contra a desenvolvedora do jogo, não é mesmo?
3. Difamado pelo Google
As sugestões de pesquisas feitas pelo Google, enquanto uma ou mais palavras-chaves são digitadas no campo de buscas, podem render situações desconcertantes. O Tecmundo já publicou até mesmo uma galeria com as ocorrências mais bizarras.
O problema surge quando palavras ruins são associadas a pesquisas que envolvem nomes de pessoas ou de empresas. Na França, por exemplo, a empresa foi obrigada a pagar uma indenização depois de o mecanismo de busca ter sugerido a palavra “golpe” (scam) ao lado do nome de um centro de educação à distância. Recentemente, o Google também foi processado por um hotel irlandês, que teve seu nome associado à palavra falência.
4. Alergia a Pentium
Em 2002, uma mulher holandesa tentou mover um processo contra o Ministério da Economia da Holanda e, aparentemente, também contra a Intel, alegando que o processador Pentium liberava algum tipo de radiação que causava alergia nela. Com processadores 486, porém, nada acontecia. Os tribunais rejeitaram a tentativa de processo.
5. Lindsay Lohan, a “leitólatra”
Quando a empresa de serviços financeiros E-Trade decidiu exibir o comercial acima na televisão americana, não imaginava que bebês discutindo investimentos e finanças poderiam causar tanta dor de cabeça. A atriz Lindsay Lohan moveu um processo de 100 milhões de dólares contra a empresa alegando ter sido difamada pelo comercial, já que a bebê chamada Lindsay acaba sendo “ofendida” com o rótulo de “leitólatra” (milk-aholic), ou viciada em leite, durante a propaganda.
Para quem não se lembra ou não costuma acompanhar as notícias sobre celebridades, Lindsay Lohan já ganhou muito destaque na imprensa por causa do uso abusivo de álcool e drogas.
6. Falou mal no Twitter
Ao reclamar no Twitter de um apartamento que tinha alugado, Amanda Bonnen acabou sendo processada pela empresa de gestão imobiliária que havia contratado. A ação exigia uma indenização de pelo menos US$ 50 mil, mas acabou sendo desprezada pelo juiz, que não considerou ofensiva ou difamadora a mensagem publicada por Amanda, que só reclamou do excesso de bolor em seu apartamento.
7. Pais contra o Wi-Fi na escola
Quando uma escola de Chicago resolveu disponibilizar acesso wireless à internet para seus alunos, um grupo de pais processou o colégio por estar expondo seus filhos à ação de ondas de rádio que podem trazer danos à saúde das crianças.
Depois de uma avaliação e de a escola se comprometer a acompanhar as pesquisas futuras sobre o efeito dessas ondas no corpo humano, os pais que moveram o processo não se deram por satisfeito e continuam a exigir o desligamento desses equipamentos. Por enquanto, não conseguiram.

O que as mães pensam dos filhos

via: caixapretta

Momento eita porra..huahuahua


Erros dos homes e mulheres na hora H


via : Acidez Feminina

23 de ago de 2011

Coisas que acabam com o tesão em um relacionamento



Casal na cama

Rotina ou stress
Poucos fatores são tão prejudiciais para a vida a dois. As tarefas e as perturbações cotidianas são tantas que não há espaço para surpresas.
Como driblar o problema: é preciso dar um chega pra lá na mesmice e buscar, dentro de si, alegria de viver. Se conseguirem retomar essa juventude interior, tanto o homem quanto a mulher serão mais criativos. No caso do stress, a irritabilidade e a variação de humor são eliminadas com algumas mudanças no estilo de vida. "Vejam se não é possível diminuir a sobrecarga de trabalho auxiliando-se mutuamente ou estabelecendo uma lista de prioridades", sugere Yara Azevedo, psiquiatra e psicoterapeuta.

Vontade de fazer coisas inusitadas
"Sim, os sonhos eróticos existem - para homens e mulheres -, mas o universo masculino tem mais facilidade para perceber e assumir o que o excita", comenta Ana Canosa, sexóloga e terapeuta de casais.
Como driblar o problema: a primeira coisa a fazer é não negar a existência da fantasia. "Para apimentar a relação, assistam a filmes eróticos e românticos e identifiquem o que chama a atenção: a prática sexual, o sentido da cena, a maneira como fazem sexo, o enredo... Vejam o que os motiva e dividam essa informação conversando abertamente sobre a transa", sugere Ana.

Diferença de idade
No começo da relação a maturidade dele ou dela não parece tão discrepante. Mas, com o passar do tempo, ela fica muito evidente, porque as diferenças se acentuam. O quadro se agrava quando o projeto de vida comum não acontece em detrimento dos planos individuais - morar fora, deslanchar na carreira...
Como driblar o problema: "Muitos casais, embora tenham diferença de idade, aprenderam a se conhecer, entendendo o que é importante sexualmente para si e para o outro. Isso é cumplicidade. uma relação forte e ampla rompe as barreiras do tempo, permitindo que a sexualidade seja um caminho além da paixão", destaca a psicóloga Dorli.

Baixa autoestima
"A sociedade obriga as pessoas a serem bem-sucedidas em suas conquistas amorosas e profissionais. Tal exigência afeta quem não se encaixa no padrão, é tímido ou tem dificuldade para se encontrar", explica Ana.
Como driblar o problema: é preciso descobrir o que motiva o seu querer e liberar aquilo que freia emocionalmente você ou o seu parceiro. É essencial entender que vários aspectos da vida são importantes, e não somente beleza, aquisição financeira e sucesso na carreira. "Valorize no outro as suas condutas, como ser um bom amigo e uma pessoa de caráter. Assim, quando se deparar com o desequilíbrio do desejo sexual, você ou ele não contaminarão a visão que têm de si mesmos", conclui Ana Canosa.

Mamãe eu sou skatista


Momento cut-cut @@

vomitei um arco-íris

Resumo da rodada #7



20 de ago de 2011

Sátiras pesadas de Paul Kuczynski

17124 gallery 500x353 Sátiras pesadas de Paul Kuczynski
Algumas são bem fortes e fazem a gente refletir melhor sobre o que está acontecendo ao nosso redor e, muitas vezes, simplesmente ignoramos. Gostou da arte e critica social de Pawła Kuczyńskiego? Tem muito mais na pagina do artista.

19 de ago de 2011

namorado cabeça dura

TPM + Vídeo game com o namorado – Combinação errada

Como deixar um comandante feliz

via: corvo assassino

17 de ago de 2011

Esta vaga não é sua nem por um minuto campanha de conscientização

Muitos Dizem: Mas se for por um Minuto, tem problema? Nós perguntamos: E se for na sua vaga, tem problema? Estas são frases da campanha de conscientização promovida pela Associação Síndrome Do Amor . A campanha mostra o outro lado, uma outra visão sobre o assunto, vagas reservadas para deficientes físicos.
Em todo lugar temos obrigatoriamente vagas de estacionamento reservadas ao deficiente, mas isto não é respeitado por todos, e quando alguém é abordado com o carro estacionado em lugar irregular, geralmente a conversa é sempre a mesma “eu fui ali rapidinho”, bem como a própria campanha diz: “Esta vaga não é sua nem por um minuto”. o vídeo abaixo foi produzido para as pessoas que não tem deficiência nenhuma sentir na pele como é ter sua vaga ocupada.
Veja o vídeo, deixe sua opinião nos comentários, e compartilhe para que possamos atingir o máximo possível de pessoas, para  tentar mudar nossa cultura.
Na hora de estacinar o respeito tem que ter espaço garantido.
Esta vaga não é sua nem por um minuto
Para saber mais informações sobre essa campanha acesse o blog Você não viu

E se os homens agissem como as mulheres?


15 de ago de 2011

momento cut-cut @@


Hiroshima – 66 anos após a bomba atômica (Fotos)

O maior ataque a uma população civil, a bomba atômica lançada no dia 6 de agosto de 1945 pelos Estados Unidos, na segunda guerra mundial, sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki, deixaram cicatrizes irreparáveis no Japão. Depois de 66 anos do acontecimento, fotos mostram como ficou e como reconstruíram a cidade de Hiroshima.

Depoimento de um Depilado

Estava eu assistindo tv numa tarde de domingo, naquele horário em que não se pode inventar nada o que fazer, pois no outro dia é segunda-feira, quando minha esposa deitou ao meu lado e ficou brincando com minhas ‘partes’.

Dando vida a objetos #2











 

Sobre

O Predador tem caráter informativo, interativoe humoristico e por isso normalmente alguém pode se ofender, o que NÃO é nossa intenção principal. Os comentários contidos aqui são de responsabilidade do seu criador e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião dos autores desse site.

Copiar os posts desse blog é liberado e incentivado, desde que a fonte seja citada.

Últimos comentários

 
Animated Social Gadget - Blogger And Wordpress Tips